segunda-feira, 29 de setembro de 2008

RAMBO - O PAI DA CARNIFICINA

*Dados extraídos do estudo de John Mueller.

Okay, crianças. Todos vocês aqui sabem que Rambo IV é o melhor filme da história de todos os tempos, e aguardam, assim como eu, ansiosamente, a estatueta de 3m de ouro maciço a ser entregue ao Silvester Stallone no Oscar de 2009. Todos aqueles que discordam, por favor, queiram pegar o primeiro barco para a Birmânia munidos de remédios e bíblias para os feridos, e divirtam-se.

O fato é que chegou em minhas mãos, recentemente, dados estatísticos comparativos de todos os filmes da série RAMBO. E os dados não podem ficar no anonimato. Eu, como fã do Stallone, tenho que compartilhar com vocês, fãs do Stallone, esses magníficos dados.

Vamos começar pelo número de mortes. É sempre um fator importante num filme do rambo, aliás, é por isso que você assiste a um filme do Rambo. Drama de guerra? Vá catar coquinho. Romance? Vá enxugar gelo. Se você está no cinema ou na frente da TV, ou na frente do PC mesmo, vendo um filme do Rambo, você quer ver:

a-) Sangue
b-) Tripas
c-) Pedaços (de corpos)
d-) Explosões

Essas quatro alternativas resumem completamente tudo que há de bom nos filmes da série RAMBO. Deixemos claro também, para os menos informados (hereges), a data de produção dos filmes: Rambo 1 (First Blood) foi filmado em 1982; Rambo II (First Blood Part II) foi filmado em 1985; Rambo III em 1988 e Rambo IV (John Rambo) foi filmado em 2008, dirigido e produzido, desta vez, pelo próprio S.Stallone. Sem mais delongas, o primeiro dado que vos trago é...

NÚMERO DE CARAS MAUS MORTOS POR JOHN RAMBO, VESTINDO CAMISA:

Rambo 1: 1
Rambo 2: 12
Rambo 3: 33
Rambo 4: 83 (!!!!!)



NÚMERO DE CARAS MAUS MORTOS POR JOHN RAMBO, SEM CAMISA:

Rambo 1: 0
Rambo 2: 46
Rambo 3: 45
Rambo 4: 0



NÚMERO DE CARAS MAUS MORTOS POR JOHN RAMBO, USANDO QUALQUER INDUMENTÁRIA:

Rambo 1: 1
Rambo 2: 58
Rambo 3: 78
Rambo 4: 83



A glória de Rambo, como podemos ver, começa no segundo filme, embora os fãs mais tradicionalistas gostem bastante do enredo do primeiro. Mas John Rambo, de camisa, mata mais gente em Rambo 4 do que em Rambo 3, Rambo 2, ou Rambo 1 em qualquer situação! Rambo 4 rlz.

Prossigamos.

NÚMERO DE CARAS MAUS MORTOS POR AJUDANTES DE JOHN RAMBO, AGINDO POR CONTA PRÓPRIA:

Rambo 1: 0
Rambo 2: 10
Rambo 3: 17
Rambo 4: 40



Certo, em Rambo 1 ele era um execrado da sociedade que estava sozinho no mato, então podemos desconsiderar. Rambo 2 eu nem me lembro direito. Mas em Rambo 3, ele tinha uma MILÍCIA ÁRABE ao lado dele, e essa milícia mata "apenas" 17 soldados... Appaling. O grupo de mercenários de John Rambo mata 40 birmaneses, em clara desvantagem de número na cena final do filme, e no acampamento, na cena noturna. Palmas para o Careca Invocado e seus amigos.

NÚMERO DE CARAS BONS MORTOS POR CARAS MAUS:

Rambo 1: 0
Rambo 2: 1
Rambo 3: 37
Rambo 4: 113



Novamente, vamos desconsiderar Rambo 1, já que neste filme, só tem ele de cara bom. Se alguém bonzinho tivesse morrido, não haveria Rambos adicionais. Em Rambo 2, se não me engano, a mina do rambo morre, o que faz ele tirar a camisa e matar todo mundo. Sempre tome cuidado com Stallone sem camisa. É o primeiro aviso que ele entrou em "Roid Rage". Mas o exército birmanês de Rambo 4 -H U M I L H A-, matando mais inocentes que os outros 3 filmes juntos. E ainda transformam isso em um jogo de azar. Fantástico.

NÚMERO TOTAL DE MORTES:

Rambo 1: 1
Rambo 2: 69
Rambo 3: 132
Rambo 4: 236



Novamente, Rambo 4 se sobressai com mais mortes que os outros 3 filmes juntos. Sem comentários.

NÚMERO DE MORTAS POR MINUTO:

Rambo 1: 0.01
Rambo 2: 0.72
Rambo 3: 1.30
Rambo 4: 2.59



Okay, isso pra mim é um dos dados mais importantes do filme. Isso dita o ritmo de ação (matança) do filme. Como podemos analisar, Rambo 1 chega a ser entediante. Em Rambo 2, temos quase uma morte por minuto, mas durante alguns minutos, temos algum falatório chato ou momento romântico idiota. Em Rambo 3, a ação é contínua, com, a cada 3 minutos, uma morte bônus. Mas Rambo 4 nos leva a um novo patamar de mortes por minuto. A cada 2 minutos, 5 pessoas morrem e uma leva, provavelmente um tiro que a deixa aleijada pro resto da vida. É simplesmente fantástico.

MOMENTO DO FILME EM QUE ACONTECE A PRIMEIRA MORTE (MIN:SEG):

Rambo 1: 29:31
Rambo 2: 33:34
Rambo 3: 41:09
Rambo 4: 03:22



Rambo 1 tem sua única morte cedo no filme, o que nos faz suportar longos 50 minutos de filme de "war drama". Rambo 2 nos obriga a aguentar 33 minutos de filme e de um Rambo apaixonado, para só então começar a matança. Rambo 3 chega a dar agonia. Mas Rambo 4... aaahhhhh o Rambo 4 já começa com uma explosão de mina terrestre. Que filme bom. *-*

NÚMERO DE MORTAS POR MINUTO, A CONTAR DO MOMENTO DA PRIMEIRA MORTE:

Rambo 1: 0.02
Rambo 2: 1.18
Rambo 3: 2.39
Rambo 4: 3.04



Rambo 1 dispensa comentários novamente. Rambo 2 consegue melhorar o nível, nos mantendo presos à ação, e de vez em quando, rolando um double kill. Em Rambo 3, acontecem constantes double kills, com um triple kill a cada 3 minutos. Se iguala, praticamente, ao Rambo 4, se.... Rambo 4 não tivesse um triple kill por minuto, com um MONSTER KILL de vez em quando. Tsc, tsc...

SEQUÊNCIAS EM QUE JOHN RAMBO É ATINGIDO POR PROJÉTEIS SEM NENHUM RESULTADO IMPORTANTE:

Rambo 1: 12
Rambo 2: 24
Rambo 3: 38
Rambo 4: 2



Okay. Stallone é à prova de balas. Em Rambo 1, ele leva 12 tiros e continua lutando. A quantidade literalmente dobra em Rambo 2, e é acrescida em mais de 50% em Rambo 3. Em Rambo 4, temos um Rambo mais experiente, que atira com precisão mortal, se esconde na floresta, aonde detona bombas nucleares, e atira de trás de uma chapa de chumbo com uma .50. É claro que ele não ia ser atingido. Ainda assim, o atingem 2 vezes, mas tudo o que conseguem é deixar ele MAIS - PUTO.

NÚMERO DE CENAS EM QUE CARAS BONS SÃO TORTURADOS POR CARAS MAUS:

Rambo 1: 2
Rambo 2: 5
Rambo 3: 7
Rambo 4: 3



Em Rambo 1, temos os policiais. Em Rambo 2, vietnamitas e giletes. Em Rambo 3, russos (era época da guerra fria, e russos comunistas eram o terror dos EUA). E em Rambo 4, temos tanta cena de chacina, que não dá tempo de mostrar cenas de tortura. Mas Rambo 3 leva o prêmio desta vez, graças aos terríveis e cruéis russos que torturam os pobres membros da milícia talibã.

NÚMERO DE CENAS DE SEXO:

Rambo 1: 0
Rambo 2: 0
Rambo 3: 0
Rambo 4: 0



Quer ver sexo, vá ver um filme pornô, seu cabaço.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

AUTO-AJUDA

*texto extraído do fórum Furrybrasil


...
...
...
...


Quotando um dos meus ídolos, o vilão do Final Fantasy 6, Kefka...


YOU SOUND LIKE CHAPTERS FROM A SELF-HELP BOOKLET!



Malz aew galera, mas auto-ajuda é uma das coisas mais hipócritas que dá pra existir. Quem faz esses cartazes deve se sentir tão culpado por não fazer nada de produtivo na vida que tem que ficar arranjando essas desculpas esfarrapadas e TENTAR fazer com que os outros façam a parte deles.

Vi que vários deles tem referências religiosas, então lá vai uma frase de um dos considerados grandes gênios da história da humanidade (que, sim, acreditava em Deus, ao contrário do que muitos acreditam):

Se a humanidade só ajuda os outros esperando algum tipo de retorno, nesta ou em outra vida, então somos sim um bando bem desprezível de indivíduos.

O único cartaz que eu vi ali que realmente diz alguma coisa, e ainda assim, pouco, é o segundo. Tratar a todos como se fossem morrer à meia-noite? Desafio qualquer um no MUNDO - incluindo o idiota que fez esse cartaz - a fazê-lo, honestamente e de coração. É simplesmente impossível, e, sinceramente, na minha opinião, seria como mentir para si mesmo.

Mar calmo não faz bom marinheiro, mas joga um marinheiro de primeira viagem numa tempestade pra ver se o barco fica de pé até o final. O cara que fez esses cartazes fala isso mas fica numa salinha com ar condicionado, ou então em casa. A vida é feita para se viver as lutas, vencer não é importante, mas a pessoa que escreve isso fica sentada o dia inteiro pensando abobrinha e tem o dinheiro dela garantido no final do mês. Vem perder, todo dia, pra ver como é bom. Eu fiz uma cirurgia recentemente na boca pra me livrar de um problema que me causava dor o TEMPO TODO, TODO DIA durante os últimos SETE ANOS. Me livrei da dor, mas perdi metade da sensibilidade e motilidade da língua. Agora, tudo que eu como tem gosto de cinzeiro. Essas pessoas que escrevem essas merdas não percebem que às vezes, na vida, por mais que se lute para solucionar um problema, no final das contas, é apenas uma troca - e nem sempre troca-se um problema por uma solução, pode-se trocar um problema por outro pior. A vida não é "luta", não vale a pena lutar. A vida é TROCA. Dá-se e recebe-se; e às vezes, dando algo de bom, recebe-se algo de bom.

O que muitos ainda precisam perceber é que muitos de nós simplesmente mentem para si mesmos, sendo algo que não são, agindo de maneira forçada, contra o que sentem. Eu sou à favor de mudanças, sim, mas desde que ela seja GENUÍNA - de pensamento, caráter, etc. Mudar apenas os seus atos e continuar fazendo m*rda por trás é deplorável. É por isso que eu não escondo que faço m*rda. Em toda minha escrotisse intragável, em toda minha insuportabilidade, agressividade, eu sou ÍNTEGRO. Eu sou o que sou, e francamente, provavelmente seria uma pessoa melhor se seguisse esses conselhos dos cartazes. Mas então, não seria eu, e sim a pessoa que os escreveu.

Talvez um dia eu me torne um ser iluminado como esses "budas filantrópicos", que são iluminados ao ponto de acharem que com um punhado de palavras vazias são capazes de trazer paz espiritual e mudança de atitude para todos os seres do universo.

Talvez eu só continue rindo das pessoas que tropeçam e caem no chão. :mrgreen:



Desculpa descarregar aqui, mas se tem uma coisa que me irrita, são esses powerpoints de auto-ajuda.

Outras coisas são vegans e fanáticos religiosos, mas vamos deixar esses de lado, senão vira off-topic.